terça-feira, setembro 28, 2004

Sinto-me bem

Não sei se estou a cair

ou se estou a subir

mas também não quero parar

hoje estou assim quero partir,

rasgar, esmagar...apertar até sentir a poeira a desfazer-se nas mãos

Chega, vou partir até os ponteiro do relógio

para tentar parar o tempo

quebrar a monotonia, a hipocrisia

Sim hoje sinto-me bem com a minha consciência

com quem preciso de estar

Mas é preciso tanta fúria

porque não ir devagar

saborear cada momento, único e que não volta

porque não há dois momentos iguais

A tua memória relaxa-me, dá me a paz de espírito que surgiu

quando te conheci, eu estou consciente onde estou e para onde vou

Quero viver mas não quero andar à deriva,

Quero a loucura mas não quero a tontura,

é sempre mais fácil, destruir, desistir, fugir ...do que lutar, corrigir, organizar, alcançar

a gota que cai no lago de águas paradas soa melhor, única entre muitas do que todas as gotas

sem rumo nem destino numa chuva de tempestade

por isso cada passo que dou é meu, consciente…caminho para ti

já andei na tempestade, sozinho, sem rumo nem destino

Hoje falaste no Jim, vem-me sempre à memória aquele canção,

Riders on the storm…(and we listen that organ playing far away as the drops of the rain hit the way)

Yes I also have been in a storm, too many storms for a life time

Know is time two sharp, to fit and to achieve

Yes, I`m rider …you´ll see.

The run is long, isn´t easy, but the answer stills … wonna come with me?

3 Comments:

Blogger Gilda said...

Yes, I want to go with you. I want to be wherever you are, do whatever you do, be the one. Yes my dear, the answer is yes.

7:46 da tarde  
Blogger M.C. said...

bem...este é o inicio...vou ler-te..

11:59 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

I have been looking for sites like this for a long time. Thank you! available net domain name Poem roses birthday wedding for daughter

12:04 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home