sexta-feira, março 09, 2007

Ciclo infinito



Saindo da casca

Vou viajando por aí,

Procurando lugares distantes,

Espaços de água corrida,

Borbulhante,

Encontro uma queda de água,


Geométrica de uma precisão

Enganadora,

A água sobe e desce

Num ciclo infinito

os pensamentos flúem

até voltarmos

de novo para dentro da casca,

num ciclo finito.

5 Comments:

Blogger Sombra do Destino said...

Nunca se sabe onde está o inicio, nem o fim. E realmente isso não é importante.

Beijo

6:55 da tarde  
Blogger Mina said...

O que importa é viajar, ir por aí a desbravar caminho e apreender novidades.
Obrigado pelas tuas palavras, espero que tenhas conseguido o merecido fim de semana :)
Bjs, boa semana!

9:43 da manhã  
Blogger caliope said...

Este comentário foi removido pelo autor.

7:13 da manhã  
Blogger caliope said...

Fui a Madrid há pouco tempo. E vi uma exposição de trabalhos de Escher. Foi a melhor que vi em toda a minha vida: a preto e branco, maioritariamente e com bonecos 3D das personagens. Uma exposição numa exposição. Excelente o trabalho do Escher e de quem o retratou!

6:37 da manhã  
Blogger naoseiquenome usar said...

A finitude na infinitude ou a infinitude da finitude. Finito.

6:02 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home