sexta-feira, abril 06, 2007

Reflexão sobre a Informação




Nesta Páscoa de 2007 devemos reflectir, é este o ensinamento católico, e nós Portugueses devemos entrar em reflexão, não tanto pelos acontecimentos de há 2000 anos. Talvez fosse interessante pensar nalguns factos :

Antes de 25 de Abril de 1974 o povo era muito ignorante e o Estado tudo fez para o manter assim.

Em todo o mundo à data o povo era mais bem informado na Europa e nos E.U.A. tinha começado uma revolução anos antes de ideais.

George Orwell em 1984 teoriza sobre uma sociedade controlada por um "Big Brother" que tudo vê e tudo controla.

A pobreza antes de 1974 era muita e em vários continentes.

Os impérios coloniais acabaram, não só no nosso País como tinham acabado para os Ingleses na India, para os Franceses na Argélia, etc.

A liberdade de expressão, a democracia traziam novas formas de viver.



Então e hoje como controlam os políticos os seus Povos ?

Hoje, na era da Globalização a informação é tanta, que chega a ser poluição ou melhor desinformação.

A informação atinge um crescendo onde os estímulos, rodeiam-nos em cada grau dos 360º .

Como transformar a informação em saber, ou melhor como transformar a informação em competência ?

Hoje não há ideais.

A força do dinheiro é um tsunami que entra pelo País a dentro.

Hoje os impérios são económicos e os governos temem esses grupos económicos. Movimentam-se pelo globo à procura de mão de obra barata.

Hoje somos mais ricos em bens e cada vez menos independentes.

O ensino deixa-se de Filosofias e Teorias, o conhecimento é cada vez mais especializado. E é aqui que os líderes da nossa sociedade dividem e "gerem" o povo.

Desde Durão, até hoje os governos utilizam especialistas pagos a peso de ouro a que dão o nome de assessores.
São especialistas em filtrar a informação e analisar as tendências.

Antecipar para melhor controlar.


Existem e existirão cada vez mais pessoas que sabem muito sobre determinado assunto, e cada vez menos sobre a forma de relacionar esse conhecimento com o mundo que nos rodeia.

Hoje além dos pobres ...há os excluídos.

Boa Páscoa e fiqquem com uma música que tem muita força ..."say it rgiht".

5 Comments:

Blogger Mina said...

Eu acho que muito mudou, e no entanto tudo vai dar ao mesmo. Ou seja, mudam-se os tempos, mas os efeitos são os mesmos. Há mais tecnologia, mas o povo continua a sentir-se pobre, mal informado e desconfortável. Enfim, se algo realmente mudasse para bem, é que eu me admirava...
Bjs, boa semana!

9:26 da manhã  
Blogger Teresa Durães said...

olá

sobre excluídos poderia escrever um tratado. Aliás uma vez alguém chamou-me de yo-yo, uma característica intrínseca a uma doença mental que tenho e que faz de mim excluída em muitos lados apesar de ser inteligente acima da média.

sobre especialidades, outro tratado poderia fazer porque como a minha especialidade no trabalho é ligar várias áreas...

para além de eu própria ser versátil (com limites eheheh desenho, línguas e física nunca serão para mim)

sobre economia e poderes económicos, penso já ter tratados escritos (em forma de poesia, romance, contos) mas como não são formato comercial, não vendem.

de uma coisa sei, não só se controla um povo pela ignorância como esse povo gosta de ser controlado. Os que não são assim, chamam-se excluídos.

boa tarde

7:58 da tarde  
Blogger meg said...

E tirando os pobres e os excluidos, o que fica? Como se chamam? Corruptos, a maior parte. Não será?
"Eles comem tudo, eles comem tudo, e não deixam nada"
Um abraço

8:54 da manhã  
Blogger naoseiquenome usar said...

Pois é, cada um de nós tende a saber cada vez mais de cada vez menos, ou, como alguém diria nem disso saber.

E a desinformação?! É uma constante.Mas não é isso que afinal todos encapotadamente desejam para não sofrer com a verdade?


Música Portuguesa: Aconselho "Mentiroso Normal" da Ala dos Namorados.


Um beijooo

5:47 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Menina Teresa:
A inteligência acima da média não costuma apregoar-se

11:48 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home