quinta-feira, outubro 28, 2004

Livre


É voar por pensamentos que nos conduzem a lugares onde existe tudo para reflectir ...e nada para ficar.

Estou no sentido da liberdade ...olho cá de cima as cidades e os campos

vejo almas que voam de um lado para o outro e regressam sempre ao mesmo lugar.

Eu continuo ...subo um pouco mais, ganho altitude e sinto o vento, frio, denso mas que o meu calor interior anseia. Continuo sem parar ...porque o tempo vai ajudar.


Aponto ao mar ... sinto o vento a cortar, a velocidade a aumentar e como um fuso rasgo o ar ...mergulho...o som que ressoava no ar ... trouxe o silêncio, apenas a paz do mar. Livre continuo pelo mar sem fim, sem fundo ...onde almas tristes de Outono, almas sem lágrimas ...porque no mar não dá para chorar. Vejo estrelas do mar, sereias ... chamas ocultas que nem o mar consegue apagar.


Amanhece fora do mar … alguém escreve olhando sobre uma alma que eu vou deixar

Seomara …


Nada …ficou …

Continuo …

8 Comments:

Anonymous Anónimo said...

....parar é morrer...! Refletir, nem todos conseguem, quando a alma não tem a mesma sintonia que o corpo, quando não cantam a mesma canção...! O tempo, o som do coração, os elementos que nos formam...esses conspirarão sempre a nosso favor...! Não esqueças...os 4elementos são sempre a chave da questão, a solução. São os intermediários de qualquer conclusão. Segue o caminho que escolheres, mas de cabeça erguida, com força, convicção...com alma! Salta e voa! Beijo grande e abraço carinhoso! Catarina. http://chamaoculta.blogs.sapo.pt

12:27 da tarde  
Blogger maria santos said...

Será esse o caminho correcto para a lua liberdade? Será o mar teu aliado? Acordas de manhã...por quem bate o teu coração? Não acredito que as coisas acabem tão facilmente..a resposta está apenas em ti...e só tu a consegues ver...nunca se deve desistir do que vale a pena...

1:41 da tarde  
Blogger Gilda said...

Engraçada a forma como olhamos para as coisas e as entendemos consoante o que nos convém... felizmente eu não sou assim... ou infelizmente, porque acabo sempre por ser apunhalada por quem amo e acredito que me ama.
Se calhar é mesmo isso que devia fazer... espezinhar para ficar por cima.
E mais uma coisa, se te dá tanto prazer ter sido o primeiro a dizer adeus, estás à vontade...

8:36 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

É tão fácil tomarmos a decisão de espezinhar os outros... pena que nos falte por vezes olhar ao espelho e ver realmente quem está por detrás da imagem que lá é reflectida... quem sabe muitos não iriam gostar do que vêm ... vindo de dentro de si. Quantas falsidades... por aí há dissimuladas... meu Deus... Livres são os que amam sem querer nada em troca... E.A.

1:07 da tarde  
Blogger whiteball said...

Por muitos que sejam os obstáculos temos obrigação de prosseguir... WB

6:19 da tarde  
Blogger BlueShell said...

E o que vês...é o que te faz continuar...

6:22 da tarde  
Blogger BlueShell said...

E o que vês...é o que te faz continuar...

6:22 da tarde  
Blogger BlueShell said...

E o que vês...é o que te faz continuar...

6:22 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home