terça-feira, novembro 30, 2004

Perdido ... sem ti



O fumo do cigarro dançava à sua frente,

uma mulher em cima do balcão contorcia-se
desafiando o fumo que teimava encortiçar-lhe
os pulmões, sentia-se fraco ... o desespero
assolava-lhe as pupilas sentindo-se cair nos
buracos sem fundo das suas órbitas.
Tinha perdido o emprego, a mulher deixou-o,
levou-lhe os filhos ... olhava o reflexo da stripper
no fundo do copo de whisky ... trémulo atirou-se
ao que restava ... do engano, da vida, ...do ardor
com sabor a falso que tinha sido ...todo um passado
onde à memória surgiam o som dos filhos, das juras de amor
...um leve sorriso, em dor, lembrava-lhe as horas esquecidas
em que prostado, de cara no chão apenas sentia o bater da chuva no
rosto ...sem saber como ...estava agora perto do lancil do passeio ...
tão perto ... tão longe ...da vida.

8 Comments:

Blogger Maria Branco said...

Um dia acontecerá o reencontro, de ti, da vida, do amor...
Um beijo branco...

7:49 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Por vezes caímos , desesperamos , perdemos tudo...mas por muitas encruzilhadas que tenha o nosso caminho , a via é única e existe uma luz ni fim dessa via1 Eu sei que vais encontrar a tua! Mónica(mco.blogs.sapo.pt)

11:38 da tarde  
Blogger Ana said...

ola!Nao, nao apaguei comentario nenhum ate porque nao recebi mais nada de ha uns tempos para ca, ate pensei que o blogger andasse com problemas. Podes repetir o que disseste :) eu gostava de saber o que era e em relaçao a que*

6:27 da tarde  
Blogger Only Rose said...

A fumar e a beber!...Claro, não admira que ele esteja a ficar longe da vida...A mulher não aguentou o fumo. Este não é o seu retrato, porque sei que não fuma. Beijinhos

6:50 da tarde  
Blogger BlueShell said...

Magnífica a maneira como deixas entrecortar passado/presente...recordações/realidade...triste mas encantador...BS...JINHO

9:56 da tarde  
Blogger Vera Cymbron said...

Continua-me, sempre!
Jinho

10:08 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

...e agora? que escolha fazer? Ficar longe ou perto...da vida? Bater no fundo, queimado e renascer das próprias cinzas...ou ficar ali quieto à espra que o vento sopre e leve o que resta de si ao seu próprio sabor? O cair no chão, faz-nos dar valor ao que se perdeu, àquilo que não quisermos ver...faz-nos crescer, e só aí sim, vem a escolha, e o renascer, é excelente...renascemos fortes! Beijo ternurento, da CHAMA!

12:37 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

This is very interesting site... http://www.neurontin-5.info Cheap antispam for hotmail hornet car alarms Kenedy county tx refinance mortgage agribusiness mutual fund orange percocet pictures Summer jobs for pro hockey players 1960 chevrolet impala for sale Generic viagra overnight fed ex Mercedes benz cl 55 amg seat cover cash on delivery purchase of percocet Foot arch pain relief Bass fishing for kids toyota paseo Buspar and adderall Auto replace battery how to Milfs next door clips Banana phone midi green klonopin pictures

2:32 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home