terça-feira, janeiro 11, 2005

Despertar de consciências



Texto enviado por uma amiga que cordialmente agradeço e saúdo:

«O país perdeu a inteligência e a consciência moral. Os costumes estão
dissolvidos, as consciências em debandada, os carácteres corrompidos. A
prática da vida tem por única direcção a conveniência. Não há princípio que
não seja desmentido. Não há instituição que não seja escarnecida. Ninguém
se respeita. Não há nenhuma solidariedade entre os cidadãos. Ninguém crê na
honestidade dos homens públicos. Alguns agiotas felizes exploram. A classe
média abate-se progressivamente na imbecilidade e na inércia. O povo está
na miséria. Os serviços públicos são abandonados a uma rotina dormente. O
Estado é considerado na sua acção fiscal como um ladrão e tratado como um
inimigo. A certeza deste rebaixamento invadiu todas as consciências. Diz-se
por toda a parte: o país está perdido!»


Texto da autoria de Eça de Queirós escrito em 1871 no número 1 d'As Farpas.

11 Comments:

Blogger Vera Cymbron said...

Um casamento perfeito entre uma foto e texto de séculos diferentes...dá para ver que nada mudou!
Jinhos e fica bem.

2:10 da tarde  
Blogger Gaivota said...

Incrivelmente actual,diriamos ao ler que se reporta indubitavelmente aos dias de hoje,embora seja bem triste que nada mude,dá-nos também a esperança ...sobreviveremos mais uma vez?

2:40 da tarde  
Blogger Ana said...

Impressionante como nada muda, a nao ser q seja para pior, desde os tempos do nosso querido Eça para os nossos.E triste.Beijinhos

3:14 da tarde  
Blogger Águas de Março said...

Bem, muitas coisas mudaram desde esses tempos, a maioria para melhor, outras talvez não. Lendo essa passagem, contudo, fica-se de facto na dúvida de como e quanto terão as pessoas acompanhado, e estado à altura das mudanças...
Vim aqui dar uma olhadela, e do que li (não tive tempo ainda para ler tudo) gostei. Voltarei com mais tempo.
Um abraço!

3:39 da tarde  
Blogger Selma said...

O tempo não passou por esse texto...que continua tão actual.

5:09 da tarde  
Blogger Only Rose said...

Parece tudo igual aos tempos que correm, mas na realidade está bem pior, porque naquela época ainda havia respeito, carácter e agora abundam por demais os corruptos. Beijinhos

8:50 da tarde  
Blogger Aromas Do Mar said...

O tempo passa..., mas por vezes pára!
Um beijo
Mar Revolto

9:58 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

se o Eça fosse vivo não descreveria tão bem o que se passa hoje como o fez na altura... impressionante como hoje as coisas continuam exactamente na mesma ou pior do que 1871...

1:59 da tarde  
Blogger BlueShell said...

Venho só deixar um beijo e o meu muito obrigada por tudo! BShell

9:30 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Já conheço o texto... já o comentei tb...
Pois é: a actualidade é efectivamente muito grande. Infelizmente.
Imagem muito bem conseguida. Harmonia com o texto perfeita. Quem são os ratos? Nós? Ou, por exemplo, os nossos hermanos? Enfim...

Beijinho,

Sandra
(http://www.void.weblog.com.pt)

10:54 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Excellent, love it! menb stocks model maker Englishdigital answering machines Phone answering service construction business quad seat covers Illnois circuit breaker cheap wellbutrin xl Panasonic camcorders pv gs13 Big tits breast venlafaxine and hearing loss Red leather cosmetic pouch http://www.canister-vacuum-cleaner.info/21st-century-travel-insurance-limited.html compare pre paid wirless phone plans Isuzu rodeo engines totally free cellphone plans f The history of tennis in the philippines very cheap cellular phone plans Latin grills get fuck Order wedding invitations template free i833 cell phone plans

2:14 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home