sábado, dezembro 11, 2004

Amor incompleto



O vento é bom companheiro de viagem,

leva-me bem alto em correntes ascendentes de ar quente.

Daqui vejo que voltaste ao quadrado, da tua casa,

do teu quarto ...ficaste novamente confinada

ao engano dos momentos que voltaram apenas

a ser ...memórias repetitivas do que já viveste.

Não quiseste desapertar a blusa, rasgar o peito

e gritar ...livre, leva-me ...cavalo ao vento,

raiva de partir, tudo largar e o horizonte aspirar,

Sentir a face arrepiada e os cabelos aspirados pela vertigem de um novo amanhã.

O tempo esse não pára ... onde vais estar o teu amor

quando daqui a 10 anos ... forem horas de :


almoçar, jantar ...deitar ... fora ...outra vez as tuas memórias.

Será que aí o ciclo se completou ?

Nunca tentes completar ... a vida ... que os teus olhos reflectem.


13 Comments:

Blogger BlueShell said...

O Tempo é implacável..tudo nos leva e deita a perder...Que pena...
Bjinhos, BS

2:35 da tarde  
Blogger Only Rose said...

Pois é!...Eu desapertei a blusa, rasguei o peito e gritei... porém, tarde demais... o tempo não parou e tudo se perdeu. Beijinhos

9:00 da tarde  
Blogger M.C. said...

Rasgo o peito e grito a todo o momento, gritos que soam mudos. Mas grito! Insisto! E hei-de rasgar o peito as vezes necessárias...até que a alma me doa e me diga "descança guerreira". Parece teres a alma ai, na ponta dos dedos.

12:54 da manhã  
Blogger Gilda said...

E se desligares tudo o que está para trás, sentires o vento levar-te seja lá onde for, como tu próprio dizes, "desapertar a blusa, rasgar o peito e gritar ...livre, leva-me ...cavalo ao vento, raiva de partir, tudo largar e o horizonte aspirar, Sentir a face arrepiada e os cabelos aspirados pela vertigem de um novo amanhã", aceitarías TU um novo amanhã?...
Eu respondo por mim: Eu aceitaria sim, incondicionalmente.

11:23 da manhã  
Blogger Selma said...

Porque é mais fácil ficar confinada entre as quatro paredes do meu quarto, num lugar que é só meu, que eu conheço, no qual não entram intrusos, onde não há ninguém para me ferir.

Se eu rasgar o peito, parto para o desconheçido e aí uma nova queda, será a minha morte.

9:13 da tarde  
Blogger Vera Cymbron said...

Talvez, mas e se não me confinar ao "quadrado, da casa dele, do quarto dele" que será de mim? Se me confinar ao teu vais amparar-me na queda, depois de achares que te enchi demasiado os espaços?
Beijo

9:55 da manhã  
Blogger maria santos said...

O vento levou-me a mim também...elevou-me da prisão onde me encontrava faz tempo...uma prisão de sentimentos...agora estou livre...mas ainda não me habituei a esta nova condição...sinto falta das amarras...o ser humano é complicado não é?
beijo

4:15 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Eu sinto isso agora...sei o que é isso de uma forma horrível neste momento...mas tudo o que quero e atirar tudo para trás efazer com que não exista e desejo...voltar a viver no meu Mundo, no meu sonho...! Beijo da CHAMA!!! Voltei amigo! =)

2:30 da manhã  
Blogger whiteball said...

Cansada demais...para lutar..me deixo partir...assim...sem nada lamentar...WB

2:37 da manhã  
Blogger Aromas Do Mar said...

O tempo é demasiado implacável, e neste tempo que já não é sequer tempo, nem sempre temos tempo para parar e percebermos que o tempo, é o tempo que nós damos.
Beijo da Mar Revolto

10:53 da tarde  
Blogger BlueShell said...

assim, como dizes...exactamente assim!

2:16 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Cool blog, interesting information... Keep it UP california mobile home insurance tire nomenclature ranma 1buy xenical Propecia alternative online tennis clipart free on line anti-virus Dierks bentley nude Work from home jobs for stay home moms 20 minute facelift affiliate program adult dvd sales 30 sanyo lcd tv federal boating laws Antidepressents buspar

5:32 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Excellent, love it! » »

5:47 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home